30 de abr de 2013

DUELO DE GIGANTES




PECUÀRÍSTAS,INDÍOS E SEM TERRA
VIVENDO SEMPRE EM PÉ DE GUERRA
BUSCANDO TODOS UMA SOLUÇÃO
ENQUANTO ISSO OS USINEIROS
ARRENDAM E PAGAM EM DINHEIRO
CADA PALMO DESTE (NOSSO) CHÃO


                                            ATAÍDE VIEIRA (POETA AMBIENTAL)

4 de abr de 2013

                                                 Ana Caroline(filha do Poeta Ambiental)
                                                             

MILHO VERDE,MILHO VERDE
ÍNDÍSPENSAVEL NO MEU CURAL
LITERALMENTE TUA PROTEÍNA
HOJE ALIMENTA A RAÇA BOVÍNA
O TEU VALOR FOI PARAR NO CURRAL

VACAS,BOIS E BEZERROS
ESTÃO COMENDO CADA VEZ MAIS
RESTA AO SER HUMANO
DÍVÍDÍR NOS ÚLTIMOS ANOS
ESTA DELÍCIA COM OS ANÍMAIS
            (silagem de milho)     


                                       ATAIDE VIEIRA (POETA AMBIENTAL)

PURA VERDADE







O QUE É QUE EU POSSO DIZER
SE VOCÊ É PAGO PRA FAZER
MAS ÍNFELÍZMENTE NÃO FAZ
SÓ ME RESTA DIZER A VERDADE
VOCÊ NÃO TEM CAPACIDADE
LÍTERALMENTE,VOCÊ É INCAPAZ
                          (gestor ambiental)



                                    POETA AMBIENTAL (ATAÍDE VIEIRA)

1 de abr de 2013

A CAMPONESA






COMÍDA DE EXCELENTE QUALÍDADE
A MELHOR DE TODA A REDONDEZA
MAÍS QUE UMA SIMPLES REFEIÇÃO
PORQUE JÁ VIROU UMA TRADIÇÃO
O PARMEGÍANA DA CAMPONESA
NOSSO SUCESSO ESTÁ BEM VISÍVEL
ESTÁ LÁ FORA,NO ESTACIONAMENTO
SÓ QUE SERÁ QUASE IMPOSSÍVEL
ADVÍNHAR O NOSSO SUCESSO AQUÍ DENTRO



                       POETA AMBIENTAL (ATAÍDE VIEIRA)