4 de dez de 2009

TEMPO DE DECOMPOSIÇÃO- DO LIXO


Antes de jogar o lixo fora
Preste atenção por favor
Fique sabendo a partir de agora
Quanto tempo é que demora
O lixo pra se decompor

Uma cartilha que lemos
E que jogamos fora as vezes
Ou qualquer papel que seja
Pra desaparecer da natureza
Leva de três a seis meses

Porém o dobro desse tempo
É a decomposição do pano
Que depois de jogado fora
A sua decomposição demora
De seis meses a um ano

Cinco anos pra se decompor
Leva a goma de mascar
Do cigarro o filtro é o vilão
Que quando é jogado no chão
Por cinco anos também resistirá

E treze anos é o tempo
Que resiste a madeira pintada
Só voçê pode decidir
Se vai ou não permitir
Que ela seja descartada

Trinta anos ou até mais
O nilon é capaz de resistir
Por isso a partir de agora
Antes de jogá-lo fora
Voçê deve refletir

Se trinta anos é bastante
Cem anos é muito mais
Saiba que o plástico e metal
Por cem anos será prejudicial
Aos seres vivos e vegetais

Um milhão de anos o vidro
Leva para se decompor
Esse material super resistente
Causa ao meio ambiente
Um efeito destuidor

De todo lixo que é jogado fora
Devemos ter com a borracha maior cuidado
Porque a sua decomposição
Resiste de geração em geração
Por tempo INDERTEMINADO


ataide vieira (poeta ambiental)

COMITIVA DUMEIO DUMATO


Nóis é dumeio dumato

Nóis é cowbóy diferente

Nóis faz parte da comitiva

Que orienta e incentiva

A preservação do meio ambiente


Água boa que tanto necessitamos

Água que pouco cultivamos

Tua escassez nos preocupa também

Nós os amantes das esporas

Decidimos que a partir de agora

Essa briga é nossa também



Nóis que estamos sempre no meio

Das grandes festas de rodeio

E que precisamos dos animais

É hora de nos conscientizar

Da importancia de preservar

Água boa seres vivos e vegetais



Preserve sempre e proteja

Toda nascente, por menor que seja

Seu esforço vai valer a pena

Use as suas esporas

Em defeza da fauna e da flora

Dentro e fora da arena



Pela fauna pouco se faz

E a flora cada vez mais

Sofre com o aquecimento global

Contamos com os nossos heróis

Os caipiras e os cowbóys

Nessa questão ambiental



Seja um cowbóy consciente

Proteja o rio e a nascente

Não desperdice água atoa

Não deixe que a sua boiada

Pisotei a área preservada

Vamos cultivar água boa



Se na sua propiedade

Tem água boa a vontade

Saiba que isso é benção DIVINA

Proteja faça uma cerca

Cultive bem e não perca

A água boa da mina



Porém quando voçê for reflorestar

É importante voçê consultar

Um técnico do meio ambiente

Pois existe espécies na flora

Que suga seca e leva embora

Toda a água da nascente



Nascente rio ou lagoa

Tudo que tem água boa

Tem que ser bem protegido

Porque no meio ambiente

Seja boi ou seja gente

Tem sempre um que é BANDIDO



ataide vieira ( POETA AMBIENTAL )