18 de jun de 2010

piracema


Por quanto tempo ainda
Iremos ver esta cena
Rara, porém tão linda
A época da piracema
Concluir uma desova
Era uma missão fácil até
Mas a cada usina nova
A subida depende de fé
Ataíde Vieira (poeta ambiental)

baleia


Baleia, baleia, baleia
A coisa tá ficando mais feia
Lembra-nos um pouco teu óleo
Então tudo que vive no mar
Infelizmente terão que aceitar
A matança vinda do petróleo
Ataíde Vieira(poeta ambiental)

atum

Ainda não extraímos

Todo petróleo que temos

Uma parte já poluímos

Muito mais ainda poluiremos

Ataíde Vieira (poeta ambiental)