18 de nov de 2012

APOIO NORUEGUÊS





NOSSA AMAZÔNIA AGRADECE
O INVESTIMENTO NORUEGUÊS
RETORNO TEREMOS NO FUTURO
UM AR MUITO MAIS PURO
EFEITO ESTUFA NÃO DESTA VEZ
GANHOU COM ESTE APOIO
ATÉ VOCÊ QUE NADA FEZ (OUTROS PAÍSES) 



                                        ATAÍDE VIEIRA (POETA AMBIENTAL)          


17 de nov de 2012

ACHOCOLATADO GEGE KID +

Ana Caroline (Filha do Poeta Ambiental)


Gostoso, nutritivo e super saudável
Eu nunca tomei nada igual 
Grito, choro, fico insuportável
Eu quero Kid + e ponto final !



                                             Poeta Ambiental 



13 de nov de 2012

PRÉ SAL

 


POR MAIS QUE EU QUEIRA NEGAR
RETIRA-LO DO FUNDO DO MAR
É SEMPRE UMA AMEAÇA

SUA EXTRAÇÃO NO FUNDO(DO MAR)
AINDA REPRESENTA PARA O MUNDO
LITERALMENTE, MORTE E DESGRAÇA



                                                           POETA AMBIENTAL

31 de out de 2012

BAMBUSCANDO A CONSCIENTIZAÇÃO AMBIENTAL









BAMBU QUE ANTES SÓ SERVIA
PRA SE FAZER CESTA E JACÁ
DEIXOU DE SER SÓ (ARTESANATO)
HOJE SAIU DO ANONIMATO
NÃO QUER MAIS VOLTAR PRA LÁ

BAMBU QUE DEIXOU DE SER 
UMA SIMPLES PLANTA (ADMIRÁVEL)
PRA SER AGORA DECISIVO 
EM PROJETOS EXCLUSIVOS
EM UM PLANETA (SUSTENTÁVEL)



                                                         POETA AMBIENTAL

26 de out de 2012

Poeta Ambiental a serviço do Municipio de Pardinho



                             
                                                          PARDINHO A PARTIR DE AGORA

                                                          SEREI O TEU FILHO ADOTIVO

                                                          A TUA TERRA E O TEU POVO

                                                          REPRESENTAREI DE UM JEITO NOVO

                                                          COM O MEU TRABALHO EXCLUSIVO



                                       POETA AMBIENTAL

7 de out de 2012

Leite GeGe

          Ana Caroline (filha do Poeta Ambiental)




      Leite gege
beba sem moderação

21 de set de 2012

Dia da Àrvore

 
 
Hoje é o meu dia 
Mas não posso comemorar
Pois um lenhador desgraçado
Me feriu com seu machado
E conseguiu me derrubar


                                              Poeta ambiental

29 de ago de 2012

GeGe

                                                                   

È com muito prazer
Que entrgamos o leite
Que sua familia irá beber


                                      Poeta Ambiental


 

26 de ago de 2012

Rússia















Registrou o meu blog o acesso
Última leitura de um verso
Sensibilizou-me a visualização
Sem dúvida é honroso pra mim
Imensurável alegria sem fim
Ao povo russo, minha gratidão



Poeta Ambiental

23 de ago de 2012

Pardinho-SP



Bendita hora foi aquela
Que segui por outro caminho
Pra viver e pra morrer
Se eu tiver que escolher
Com certeza, escolherei Pardinho.

                          Poeta Ambiental


20 de ago de 2012

Leite GeGe

                Ana Caroline (filha do Poeta Ambiental)



Integral ou Desnatado
Quente ou Gelado
Puro ou com Chocolate
De Saquinho ou de caixinha
Cedinho ou  de Tardizinha
Tem que ter GeGe ou Pantalat !


                                                   Poeta Ambiental




9 de jul de 2012

Cana

Cana, quanta cana plantamos
Até quando iremos plantar
Nós todos condenados estamos
A comer cana para nos alimentar (?)


Poeta Ambiental

26 de jun de 2012

Carrapato (Estrela) Dumeio Dumato



















O meu nome já diz tudo
Vim ao mundo para brilhar
Pois a luz de uma estrela
Ninguém consegue detê-lá
ninguém consegue apagar

Eu fui expulso do morro
Mas continuo em pardinho
Vou provar para essa gente
Que eu sou muito inteligente
Não sou nenhum coitadinho

No alto daquele morro
Eu vivia bem sossegado
Até que o homem um dia 
Lá também fez moradia
E de lá eu  fui despejado

Ao invés de se preocupar
Com o cavalo e o boi
Foi se preocupar com boato
De uma infestação de carrapatos
Que ninguém sabe quando foi

Cavalo, boi, carrapato
Qual pata é mais assasina
Geralmente as patas que estão no chão
Causam muito mais destruição
Do que as patas que estão em cima.

              
                                    Poeta Ambiental




25 de jun de 2012

Festa Junina

Fogo, fogueira fumaça
E o balão vai subindo
Sem noção do prejuizo
Tem muita gente sem juizo
Assistindo e aplaudindo

Junho é infelizmente 
Uma data que o meio ambiente 
Não tem nada pra comemorar
Impacto ambiental (visivel)
Número de mortes (irreversivel)
Até quando iremos ignorar

                     
                                       Poeta ambienal

23 de jun de 2012

Floresta





Foi muito fácil derrubar
Lentamente a floresta
O pior é insistir em roubar
Restos, daquilo que resta
Enquanto uma árvore existir 
Sem dúvida existirá alguém
Tentando sem desistir
Até derruba-lá também


                                                 Poeta Ambiental


Educação (Ambiental)




Quanto dinheiro jogado fora
Quanta gente trabalhando em vão
Quanta promessa de sustentabilidade
Quanta falta de verdade 
Quanta falta de Educação (Ambiental)




                                                                 Poeta ambiental

22 de jun de 2012

Poeta Ambiental

Promover a sustentabilidade
Orientando a população
Exigindo cada vez mais
Total apoio dos governamentais
Aos Projetos de conscientização

A cada poesia que escrevo
Mando ao mundo um recado
Baseado em fatos reais
Infelizmente cada vez mais
Eu tenho trabalho dobrado
No meio ambiente inteiro
A quem diga que o (Dinhero)
Literalmente ameaça (homens,plantas e animais)




                                                                Poeta ambiental

8 de jun de 2012

Abc das Àrvores (IMBUIA)





I NDÚSTRIAS E FABRICANTES
M ADEREIRAS E COMERCIANTES
B URLANDO A LEI AMBIENTAL
U MA PRÁTICA QUE FACILITA
I NCENTIVA E POSSIBILITA
A EXTRAÇÃO DE MADEIRA (ILEGAL)




                                    Poeta Ambiental